Whatsapp: (33) 9 9122-2882

Portuguese English Spanish

LOGUM_ODÉ

LOGUM

Filho de Odé Inlé e Oxum Pondá é o grande príncipe de Ijexá . É o dono da fartura e caçador habilidoso. Orixá teogonicamente andrógino, Logun-Odé segundo a lenda, vive 6 meses em terra firme alimentando-se de caça e 6 meses submerso nas águas dos rios, alimentando-se de peixes. Seria desta forma 6 meses homem e 6 meses mulher, sendo considerado um orixá encantado porque nasceu dentro do Ronkó(camarinha), resultado de "casamento" entre Odé e Oxum. Esta divindade rejeita roupas vermelhas e marrons.

O HOMEM  DE  LOGUM-ODÉ

É um homem com detalhes especiais no campo amoroso. Aparentemente tímido, na realidade, da mesma forma que seu orixá, espreita seu alvo(pessoa) até ter certeza que sua flecha não o errará. Não gosta de ser rejeitado e por esta razão joga de forma tática e matreira na conquista. Ele é aquele homem que entra por último num "papo", depois de certificar que pode dominar o assunto. Por ser um caçador nato, este homem não solta sua presa e consequentemente é super-ciumento... seu amor é seu amor e pronto! Seus pontos fracos são a vaidade, o "estômago", o verde e um sexo "agitadinho". Sexualmente é passivo e gosta de ser trabalhado, sendo que gosta de ser agarrado, apertado,beijado e mordido. Mas depois de tudo, gosta mesmo é de um carinho .

A  MULHER  DE  LOGUM-ODÉ

É a mulher que sustenta qualquer "parada" de um homem. Ela nasceu macho dentro do corpo de uma linda mulher-menina, aparentemente auto-suficiente. Mas, na realidade ela e de disputar qualquer situação e entregar-se totalmente quando ama, demonstrando uma surpreendente possessividade e o maior ciúme que já existiu no Mundo. Ela tem que ser bem manuseada por gostar de se sentir nas mãos de um "forte". Ela é amulher que sempre irá dormir agarradinha ao seu homem de tal forma que, mesmo dormindo, ainda dará beijinhos em quem ama. Geralmente tem o corpo farto, com seios, pernas, coxas e quadris de chamar a atenção. Seus pontos fracos são a inteligência do homem,um sexo super-ativo, um beijo meloso, as festas e muita fartura.

 

 

Dia: Quinta - Feira e Sábado

Numero: 5 e 6

Côres: Amarelo Ouro e Azul Turqueza

Saudação: Olorikim Logum! lôçi , lôçi ô akofá

Domínio: cachoeiras, matas, florestas, rios

Comida: Axoxó (milho de galinha cozido com coco), Lelê(mingau de fubá de milho amarelo cozido com azeite doce) e Ipeté(inhame cozido com azeite doce)

 

 

XANGÔ

XANGÔ

Orixá da justiça, do fogo e do trovão, Xangô viveu em 1450 a.C. e foi o quarto Alafin(rei) de Oyó. Foi um grande conquistador, anexando vários territórios ao império yorubano. Era filho de Oranian e neto de Oduduwá e tinha um grande poder de magia através do atim(pó mágico) chamado Axurim. Algumas lendas falam que Xangô, cujo verdadeiro nome era Olufiran, teria se enforcado na coluna de Koso, em Oyó, depois de ter jogado um raio em seu próprio palácio, levando seu irmão Ajaká ao trono. Sua esposa e prima Oyá, ao saber de sua morte teria se suicidado transformando-se no rio Niger. No período seguinte, Xangô ressurge dos mortos como Xangô Ayrá, usando a cor branca.

 

O  HOMEM  DE  XANGÔ

É aquele homem que a mulher vê e não consegue esquecer. Claro que ele colabora com isso: adora aparecer, desfilar o seu charme. São coisas muito fáceis para este homem que é seguro de si, conquistador e exibicionista. Ter um romance com um filho de Xangô é emocionante porque ele terá que ser eternamente conquistado, o que não quer dizer que ele não irá se amarrar em ninguém. Ele vai amar sim, com sinceridade, a mulher que não se deixar dominar por ele. Até sexualmente, ela precisará deixar bem claro que não é simplesmente um objeto em suas mãos. Se conseguir agir assim, transformará essa fera em um gatinho manso.

A  MULHER  DE  XANGÔ

Autoritária e dominadora, é uma pessoa difícil na relação amorosa, pois quer deixar bem claro para o parceiro que está lhe fazendo um grande favor ao dedicar-lhe carinho e atenção. A grande paixão de sua vida será seu grande protetor, o orixá Xangô, muito embora ela não tenha consciência disso. Para ser feliz, ela precisa se integrar totalmente com seu companheiro. O grande desafio é conquistá-la e uma dica é desafiá-la num assunto que ela não domine. Só assim despertará a sua admiração e acabará por prender seu coração. Tudo porque ela não suporta homens fracos ou inferiores e não se ligará a ninguém que não respeite. Isso vale até para o plano sexual, onde a filha de Xangô precisa se sentir dominada pelo parceiro.

 

 

Dia: Quarta-feira

Número: 08 - 12

Cores: Vermelho e Branco

Comida: Amalá ( carurú de quiabos )

Saudação: Obanixé Kaô Kabiecílê

Domínio: Pedreiras, meteoros, tempestades

 

 

OBALUAIÊ

OBALUAIÊ

O Grande Deus da Morte, que pode evitá-la quando bem entender, é chamado também de Xapanan ou Omulu Orogbô. Diz-se que ele e sua mãe Nanan Buruku, seriam oriundos do Mahin( na realidade de Late, em Gana) e que como divindades, foram incorporados ao culto yorubá no Brasil. Por esta razão, seus "pejis", locais consagrados a estes orixás ficam reunidos numa mesma cabana, separados dos outros deuses. Segundo a Lenda, Obaluayiê teria levado seus guerreiros aos quatro cantos do Mundo e as suas flechas tornavam as pessoas cegas, surdas ou mancas. Ao chegar ao Dahomé, um Babalawô teria revelado a forma de acalmar sua fúria, com oferendas de pipocas. Tranquilizado pelas atenções recebidas, o orixá mandou construir um palácio, onde passou a morar e a ser chamado de Sapakta, O Ajuberú(O Senhor Implacável).

O  HOMEM  DE  OBALUAIÊ

Para quem gosta de segurança, o filho desse santo é a pedida certa. Companheiro, amigão, solidário e amoroso, procura entendera pessoa amada e dá o melhor de si para fazê-la feliz. Parece mentira que exista alguém assim, mas não se entendermos que este homem é altamente espiritualizado, desligado do lado mesquinho do mundo. Com ele não adianta fazer charme: prefere mulheres objetivas, inteligentes e principalmente românticas como ele. Por ser assim, será muito difícil encontrá-lo em lugares badalados e movimentados. Sério e responsável, não gosta de agitos e comporta-se como um cavalheiro até na intimidade. Precisa, mais do que ser desejado, sentir que é amado e necessário à pessoa com quem se envolveu e pela qual nitrirá um ciúme bastante discreto.

A  MULHER  DE  OBALUAIÊ

De temperamento forte, ela não aceitará nunca um companheiro que a queira dominar, precisa encontrar um homem à sua altura. Sua preferência recai sobre os que são altos, fortes, inteligentes e animados no jogo do amor. Discreta, nunca será a primeira a atacar. Vai observar bem, antes de se aproximar de quem está interessada e, quando se apaixonar, deixará transparecer todo o seu ciúme. É aquele tipo de mulher que procurará sempre pixar quem ela flagrou de olho no seu par. Isso porque, quem lhe pertencer, será só dela mesmo e de mais ninguém. Se o parceiro entender isso, terá ao seu lado uma bela figura de mulher, que fará sucesso em festas e reuniões e que, sexualmente, é uma parceira ativa e disposta a inovar sempre nas brincadeiras e jogos de amor.

 

Dia: Segunda-Feira

Côres: Branco e Preto

Número: 13

Comida: Pipocas estouradas no Dendê, entregues no mato às segundas-feiras

Saudação: Atotô, Ajuberu, Axê!

Domínio: ruínas, sarcófagos, estradas, cemitérios, caminhos e sol

 

 

OXÓSSI

OXÓSSI

O Deus dos caçadores seria irmão mais moço de Ogum e filho de Yemanjá . Seu culto é muito popular no Brasil e em Cuba, mas está praticamente extinto na áfrica. A explicação pode estar no fato de a cidade de Ketu ter sido dizimada no século passado. Por esta razão, no Brasil e confunde esta divindde com Odé . Oxóssi ou Odé foi rei de Ketu. Sua origem lendária conta que durante os festejos da colheita de Inhame , no palácio real de Olofin, em Ifé, este havia esquecido das oferendas às feiticeiras (Yammis Oxorongá). Por vingança, elas mandaram ao palácio um imenso pássaro que planou sobre a multidão e pousou no telhado do palácio. Desesperado, Olofin convocou quatro Oxos(caçadores), mas só o último deles, Oxotakanxoxo("O atirador de uma única flecha") conseguiu matar o animal e passou a chamar-se Oxóssi, o caçador amado pelo povo .

 

O HOMEM DE OXÓSSI

 O filho de Oxóssi tem muito medo de ser rejeitado pela pessoa na qual está interessado e então espreita bem o seu alvo antes de atirar sua flecha. Não é difícil identificá-lo. Tem apar~encia tímida e, num grupo, é sempre aquele que ouve muito antes de expressar suas opiniões. Age assim também nos assuntos do coração. Cuidadoso, vai demorar muito a se declarar, mas quando o fizer, a mulher se surpreenderá porque encontrará nele um homem expansivo, disposto a cercá-la de tudo o que estiver ao seu alcance. A mulher por quem se apaixonar nunca passará vergonha , fome ou necessidade. Por ser cuidadoso na escolha da parceira, ele também é muito ciumento. Traí-lo significa perdê-lo. O melhor é cercá-lo de todas as atenções.

A  MULHER  DE  OXÓSSI

 Geralmente, a filha de Oxóssi chama atenção dos homens pelo corpo bonito, com seios , pernas e quadris fartos. Mas por trás dessa aparência superfeminina esconde-se uma verdadeira guerreira, disposta a tudo para agarrar o homem da sua vida. é aquela que sustenta qualquer problema de seu companheiro, que está sempre ao seu lado e não o deixa cair. Apesar de ter atitudes firmes, que indicam grande auto-suficiência, ela vive à procura de sua outra metade e entrega-se totalmente quando ama. Por isso, exige do homem a mesma coisa e sofre demais por ciúme. Para ela, o companheiro ideal deve ser forte, inteligente e dominador nos assuntos sexuais. Em troca, ela "esquentará" o mais frio dos mortais.

Dia: Quinta - Feira

Numero: 6

Domínio: Matas e Campos de Agricultura

Comida: Milho Cozido Com Coco ( axóxó )

Côres: Azul Turqueza , Verde e Azul Com Dourado

Saudação: Ára Um Xê Kôkê Odé. Okê  Arô, Odé  Kôkê  Odé !

 

 

EXÚ

EXÚ  ORIXÁ

Exú ou Esú (em Yorubá) é a divindade da fertilidade, ("Crescei e multiplicai-vos"). É o regulador do cosmos, aquele que esteve no nosso planeta desde o princípio, que coloca barreiras e traça os caminhos a serem seguidos: Erradamente comparado ao Diabo Católico no Brasil , Exu é na verdade o intermediário entre os seres humanos  e o mundo astral. Segundo Olga Cacciatore em Dicionário dos Cultos Afro-Brasileiros, ele é "o elemento dinâmico de tudo o que existe e o princípio da comunicação e expansão. É também o princípio da vida individual". Não é dele a responsabilidade de decidir sobre o certo ou o errado do que lhe é pedido pelos seres humanos, já que a estes foi dado o livre-arbítrio.Tamanha é a importância de Exu em suas funçôes de contato entre o real e o supra - real, que é este o responsável em transmitir a resposta dos orixás ao Babalorixá na leitura de Búzios, assim como é dele a função de abrir caminho para a entrada dos "eguns" no reino dos mortos e iniciar qualquer cerimônia, trabalho ou festa nos cultos afro-brasileiros.

 

 O  HOMEM  DE  EXÚ

 Exu , o Orixá do sexo, da procriação e da fertilidade, faz de seus filhos homens com enorme poder de sedução. Afinal, cabe a ele o papel de dar continuidade à espécie. Mas justamente por ser extremamente sensual , e também por ser versátil, será capaz de agir dessa forma com várias pessoas ao mesmo tempo. O mais interessante de tudo é que ele dificilmente se afasta definitivamente das mulheres com quem manteve vínculos amorosos e sexuais. Por esta razão, não é difícil reconquistá-lo, principalmente se ele se deu bem sexualmente com essa parceira interessada em tê-lo de volta .

A  MULHER  DE  EXÚ

 Assim como o homem de Exú, a mulher é dotada de muita sensualidade. Mas esta é uma característica que ela não deixa transparecer com facilidade. Pelo contrário, tentará escondê-la atrás de uma imagem bastante reservada . Poderá fazer isso durante toda vida se não se sentir segura com seu companheiro. E segurança emocional para uma filha de Exú significa encontrar um homem que desenvolva com ela uma grande cumplicidade. Aí sim ela se soltará e se mostrará como realmente é: extremamente sensual . Só que para revelar-se plenamente deverá ser conduzida, porque a filha de Exú costuma ser passiva nas artes do amor.

   

Dia: Segunda - Feira

Côres: Prêto e Vermelho

Numero: 1

Comida: Farofa de Dendê , Cachaça e Mel

Domínio: Porteiras , Encruzilhadas e Caminhos

Saudação: Kóbá Larôiê ! Oxeturá L'orunkó Ayabá

 

 

OGUM

OGUM

Orixá do ferro e da Guerra, Ogum é apontado historicamente como filho mais velho e querido de Oduduwá, o criador da existência. Conhecido também como Ogum Beira-Mar, Yara, Megê, e outros nomes é considerado o mais ativo de todos os orixás. Aliado poderoso, guerreiro feroz , Ogum também é um amigo seguro, paternal e um excelente companheiro na caminhada da vida, garantindo aos seus filhos uma existência de muitas conquistas , longe da acomodação. Ogun é líder, centralizador do poder, hábil e estrategista. Está, normalmente presente nas mudanças sociais, políticas e estruturais. Em casa, com a família, no bairro , na cidade ou no país, Ogum é o grande conselheiro na hora de se escolher novos caminhos a seguir. Seu arquétipo é o das pessoas impulsivas, briguentas e que não desistem nunca de seus objetivos.

 

O  HOMEM  DE  OGUM

 Como seu orixá protetor, o filho de Ogum é um guerreiro também nos assuntos do coração. Passional, sempre empenhado em manter o jogo da conquista , é um amante completo. Ativíssimo sexualmente, superprotetor com a pessoa amada, interessado em satisfazer-lhe as vontades, o companheiro de Ogum garante à sua parceira uma vida feliz em todos os sentidos.. Por isso mesmo é um homem muito cobiçado pelas mulheres. E como sente necessidade de viver em permanente estado de paixão, torna-se presa fácil as aventuras amorosas. Isso gera grandes conflitos internos nele e na pessoa amada.

A  MULHER  DE  OGUM

A protegida de Ogum é uma mulher que reúne as características femininas e masculinas. Bonita e sensual por fora, ela pensa com cabeça de homem . Justamente por ser assim, expôe-se mais que as outras mulheres e destaca-se em qualquer lugar. Também é esse seu lado masculino muito forte que a faz prezar a sua liberdade e independência acima de tudo, com reflexos na vida afetiva. É a mulher de Ogum quem conquista o homem e é ela também que o dispensa quando não o quer mais. Essa característica faz dela uma mulher difícil para parceiros machistas. Mas conquista-la não é uma tarefa difícil e sim mantê-la sob domínio. Ela precisa de um companheiro por quem tenha grande admiração ou do qual dependa de alguma forma . E esse homem, por sua vez deverá aprender a conviver com muitas cenas de ciúme.

 

 

Dia: Terça - Feira

Numeros: 02 - 07 - 08

Côres: Azul Marinho

Domínio: Estradas

Comidas: Feijão Prêto e Inhame Assado

Saudação: Ogunhê Patacury , Ogum Jáci Jáci !

 

 

 

Pagina 2 de 2